NOSSA MISSÃO: “Anunciar o Evangelho do Senhor Jesus à todos, transformando-os em soldados de Cristo, através de Sua Palavra.”

Versículo do Dia

Versículo do Dia Por Gospel+ - Biblia Online

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Igreja repudia prefeitura de Itabuna

A Igreja Batista Nacional Betânia emitiu uma nota de repúdio contra a prefeitura de Itabuna, pela truculência com que despejou seu culto da antiga fábrica da Kildare, que foi alugada pela igreja até o final de dezembro.

O pastor Armando Silva Macedo assina a nota, aprovada em assembleia extraordinária no dia 18, que repudia "veementemente e publicamente o método coercitivo, desnecessário e o péssimo tratamento dispensado pela prefeitura".

Segundo a igreja, ela foi "coagida a desocupar imediatamente e sem nenhuma comunicação prévia o galpão onde estávamos instalados provisoriamente, mas com contrato de aluguel registrado em cartório".

"Foram arrombados todos os galpões, sendo que o da igreja não foi arrombado devido à interferência do Sr. Ricardo Bacelar (vereador) e seus assessores. Mesmo assim a igreja teve a sua placa arrancada da parede com violência".

A igreja também dia que recebeu "um telefonema ameaçador, feito pela Sra. Maria Alice a um membro, dizendo que o local seria arrombado caso o pastor não comparecesse imediatamente".

E que "todos os bens da igreja seriam colocados em via pública e que a igreja não reclamasse depois se os mesmos fossem roubados”. O pastor e alguns membros da igreja tiveram que providenciar às pressas um caminhão para a mudança.


MOÇÃO DE REPÚDIO

A Igreja Batista Nacional Betânia, inscrita no CNPJ: 07.909.595/0001-41, com data de fundação em 12 de setembro, do ano de 2003 neste ato representada pelo seu Presidente e Pastor Armando Silva Macedo, vem por meio desta em cumprimento à decisão soberana da ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA REALIZADA em 18/12/2012, às 20h em local de CULTO IMPROVISADO POR MOTIVO DE FORÇA MAIOR, repudiar veementemente e publicamente o método coercitivo, desnecessário e o péssimo tratamento dispensado pela PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA – ADMINISTRAÇÃO GOVERNO DO POVO (mal representada nas pessoas de alguns secretários: Srs. Maurício Athaíde, Jorge Vasconcelos, Carlos Leahy, Antonio Marcelino, Sra. Maria Alice e prepostos), à pessoa do seu Presidente e Pastor como figura pública e conseqüentemente a todos os membros e congregados da IGREJA BATISTA NACIONAL BETANIA na tomada de posse do GALPÃO SEDE DA ANTIGA KILDARE, onde fomos coagidos a desocupar imediatamente e sem nenhuma comunicação prévia, o galpão onde estávamos instalados provisoriamente, mas com contrato de aluguel registrado em cartório , inclusive com o mês de dezembro devidamente pago. Foram arrombados todos os galpões, sendo que o da igreja não foi arrombado devido à interferência do Sr. Ricardo Bacelar (vereador) e seus assessores. Mesmo assim a igreja teve a sua placa arrancada da parede com violência e um telefonema ameaçador, feito pela Sra. Maria Alice a um membro da igreja, dizendo que “o local seria arrombado caso o pastor não comparecesse imediatamente, sendo que todos os bens da igreja seriam colocados em via pública e que a igreja não reclamasse depois se os mesmos fossem roubados”. Ao chegar ao local, o Pastor e alguns membros da igreja tiveram que providenciar imediatamente, coagidos pelos secretários e prepostos, a retirada de todos os bens da igreja tendo que providenciar um caminhão às pressas, tendo que levar tudo para a casa de um membro da igreja.
Registramos que a referida igreja tem um terreno de 900m² próximo ao local e que está em processo de construção e é filiada a Convenção Batista Nacional do Brasil, que congrega mais de duas mil igrejas neste país, sendo também filiada à Aliança Batista Mundial, portanto digna de toda consideração e respeito como todas as demais igrejas e religiões.
Vejamos o que diz a Carta Magna da Nação: Art 5º Inciso VI- “é inviolável a liberdade de consciência de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.”
Código Penal: Art. 208: “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso.”
Reiteramos a nossa alegria e desejo de que o referido local, seja usado para o benefício da comunidade o mais rápido possível e, não contestamos a decisão judicial. Nosso repúdio é ao fato de não termos sido comunicados previamente para a devida desocupação do local, sem os transtornos a que fomos submetidos. Fica clara a incompetência da assessoria jurídica municipal, que deveria ter providenciado a devida comunicação, a qual seria prontamente atendida, já que nosso povo é ordeiro e cumpridor das leis em qualquer instância. Ficamos também preocupados com o tratamento dado a uma instituição séria e com serviços prestados a comunidade, sendo que o seu representante e pastor, recebeu no último aniversário da cidade, o título de Cidadão Itabunense por relevantes serviços prestados na área de ação social e evangelização.
Agradecemos a solidariedade das igrejas co-irmãs, do Conselho de Pastores, do Ministério Público, OAB, Câmara de Vereadores, a sociedade civil organizada e de toda a imprensa, reivindicando a liberdade religiosa e respeito aos locais de culto, para que essa prática não se torne corriqueira na nossa cidade.

Atenciosamente,

Armando Silva Macedo- Pastor Presidente (73-8802-4583/ 9154-7895)
Gustavo Seara -Vice- Presidente
Agnaldo Nascimento- 1º Secretário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIOS

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...